Iniciando a Criação



Para se fundar um canil não é preciso ter quantidade. Com apenas uma matriz se funda um canil. Ela vai ter dar o registro junto ao Kennel Clube. Quando se tem uma cadela de boas características formológicas e com um bom pedigree, basta que você procure um bom padreador fora para poder acasalá-la. Você pode ficar com uma filha, que pode também ser acasalada fora e te dar uma outra cadela... E assim sucessivamente. A partir de uma matriz você pode montar seu plantel. Existem criadores de excelente padrão que mantém suas boas matrizes em co-propriedade morando com seus proprietários, programam seus acasalamentos e selecionam os filhotes para darem continuidade ao trabalho.
Alguns criadores iniciam sem darem grande importância às matrizes. Acham que se ela for de poucas qualidades, mas acasalar com um grande reprodutor, vai resolver a criação, mas não é bem assim... Pode-se ter a sorte, eu disse sorte, de conseguir numa primeira geração produtos de qualidade, mas o certo é investir numa matriz típica, de excelente temperamento e, principalmente, que guarde as características de função da raça. Para mim, iniciar acertando é muito bom, o mais difícil é um criador experiente manter a qualidade do plantel. Depois de algum tempo, com as gerações se fixando, é preciso acertar os erros e não incorrer em perder os tipos. Portanto, boas matrizes são importantes para quem inicia e para quem está criando há muito tempo. Tanto é que dificilmente bons criadores têm mais de um ou dois padreadores em casa. A maioria do investimento está nas matrizes.
Um bom reprodutor é um fator fundamental na criação, mas precisamos considerar muito a matriz que vamos acasalar. Muitas vezes aquele determinado macho gera filhos excepcionais com determinadas matrizes, mas pode provocar horrores com outra linha diferente. Bons padreadores, para mim, são aqueles que geram filhos tipicos, homogêneos e, principalmente, passa aos seus descendentes qualidades necessárias à raça. Por exemplo: muitas raças têm problemas de anteriores, ombros mal dispostos, pouca profundidade de peito, contudo, as outras características são regulares. Quando se pode usar um reprodutor que corrija essas frentes, sem desmontar o resto, para mim é um exemplar importante para a raça.
Acho que qualquer ponto é importante na criação: as matrizes, os padreadores, as instalações adequadas, um bom funcionário para manejar e alimentar os animais. Todo esse trabalho de base é fundamental para se ter bons resultados na criação.
Sem isso não se pode nada. Pessoas que criam raças de pelagem devem, ainda, contar com profissionais que possam lhe promover bons groomings, strippings, banhos, ou então terá que pegar duro para manter o plantel em ordem em sua aparência estética.
Com relação às características da raça, acho fundamental a perseguição pela tipicidade, temperamento e movimentação.
Não crie pensando em defeitos, procure uma harmonia de qualidades e que as faltas passem sem "gritar" com o resto do conjunto. Exemplo: você pode ter um cão com angulações de ombros um pouco abertas. Não adianta ele ser bem angulado de posteriores, pois com certeza vai cometer erros graves na movimentação, enquanto que, se tiver angulações posteriores compatíveis com as anteriores, vai apresentar mais harmonia e conseqüentemente um movimento melhor de se apreciar.
Alguns criadores fazem importações para injetar sangue novo na raça. Trazem um belíssimo cão, com uma campanha boa no exterior e começam a levá-lo às exposições. O cachorro ganha muito, traz projeção para a raça, começam então os acasalamentos.
Como esse cachorro acasala muito, ele pode gerar muitos filhotes. Nesse Caso, filhotes bons, filhotes ruins. Naturalmente que se leva às pistas somente aqueles que são melhores. Diz-se então que o cachorro é um grande reprodutor. Mas é preciso saber se os outros filhotes são tão bons quanto aqueles, se foram dois bons e 200 horríveis. Um padreador da moda pode detonar a criação em primeira geração e para consertar pode demorar muito tempo. Quando o cachorro é ruim na reprodução, ele vai determinar um monte de problemas na raça. Para mim, a pior coisa no plantel é o retrocesso. Se o cachorro é bom, ele vai dar uma avançada e provavelmente modernizar a raça.