Selecionando um Campeão



Campeões são uma loteria. Muitas vezes eles acontecem ao acaso. Nasce de uma ninhada de cachorros ruins e na reprodução não passam nada. Para mim isso não é correto. O mais importante é ter ninhadas homogêneas e ao longo dos anos produzir exemplares que tenham características essenciais à evolução da raça na sua criação, na sua cidade, no seu país e no mundo.
Se quiser saber como seleciono um filhote para show, ai vai:
1°) Entre 45 e 60 dias, olho toda a ninhada e procuro aquele (ou aquela) que se destaca, que tenha temperamento e que tenha "estrela" (a estrela é fundamental para um campeão).
2°) Avalio cada filhote em stay numa mesa (o campeão geralmente tem postura, arma-se facilmente), fotografo e faço uma súmula detalhada de todos os itens do padrão. Procuro verificar o que se fixou em cada um deles e comparo. Exemplo: as angulações posteriores boas, cabeças estruturadas.
Só considero que um fator passou quando a taxa é acima de 50%. O mesmo com os defeitos. Se a maioria tem mau temperamento, deve-se pensar em corrigir na geração seguinte.
3°) Geralmente seleciono um ou dois numa ninhada, independente de sexo. Acompanho seu crescimento e quando completam 4 meses levo à exposição para ver o comportamento.
4°) Finalmente, rezo todos os dias para ele não desmontar...
Quando um juiz criador avalia a raça que está julgando, ou no máximo o grupo em que a raça dele se enquadra, talvez apresente um critério mais cuidadoso. Nem todos bons juizes são bons criadores. Alguns são péssimos juizes e péssimos criadores e outros são bons criadores e péssimos juizes. Prefiro a opinião de bons criadores a receber avaliação dos meus cães numa exposição. Só os levo para fechar o campeonato e dar visibilidade à raça. Alguma vezes admiro a conduta de julgamento e geralmente essas pessoas me procuram depois para falar sobre a raça, ou seja, julgam bem porque se Interessam ela raça.